O que te faz chorar? 

Às vezes a gente chora mesmo. Eu, quase sempre, por saudade ou felicidade. Ultimamente tem sido o cansaço. E um pouco de saudade. Aquela regrinha de não estudar no domingo se foi há muito tempo. Pelo menos parece que está acabando. Queria voltar a ler literatura. E voltar a escrever. E voltar a amar alguém. E que fosse recíproco. E que eu não tivesse que me desculpar e me explicar o tempo todo. Queria muita coisa. Queria descansar, principalmente. Queria conseguir aproveitar isso bem. Queria não me sentir sozinho. Isso cansa, em algum momento. A vida vai bem. O coração vai atípico.

Sempre estou

Meu primeiro beijo foi com a Priscila, mas eu não gostava dela: eu gostava da Viviane. Depois eu estava com a Jessica, mas gostava da Rayzza. Depois eu estava com a Raysa, mas não gostava de ninguém. Depois foi a Sarah. Raysa de novo. Guillermina. Gostava dela. Da Cris eu gostava também, e não pensava em ninguém. Depois outra e outra e eu pensava na Cris. E apareceu outra e eu pensava na Raysa. Depois Mariana, e apagou tudo o que tinha passado antes e apagaria tudo o que viesse depois. Parece que a nostalgia me acompanhou desde o primeiro dia. Agora tem uma menina aí. Sempre tem. Mas eu estou pensando na anterior. Sempre estou.